07:00:00
0


Vi uma reportagem no site olhar digital, que achei muito interessante e compartilho com todos.

A reportagem mostra os passos para se conquistar o Home Office. Do modo geral que a reportagem foi feita, ela tenta ser bem objetiva, porém falta uma introdução básica:
Nem todos os cargos permitem a execução do Home Office, ou em alguns casos, quem não permite são os gerentes / diretores da empresa em que você trabalha. Agora, partindo desse fato acima descrito, realmente o resto da reportagem faz sentido, vamos lá:

Defina o que quer
O primeiro passo para apresentar um plano de trabalho flexível é definir o motivo pelo qual o funcionário quer esse tipo de alternativa. O que inclui desde a necessidade de gastar mais tempo com a família, estudos, saúde, reduzir o tempo gasto no trânsito ou, até mesmo, buscar um ambiente mais tranquilo para realizar trabalhos que dependam de concentração. Coloque no seu plano detalhes sobre suas instalações como conexão de internet, telefone, conforto, iluminação, horários, e até mesmo gastos e investimentos que você fará.

Sugira uma fase de experiência
Para reduzir uma possível apreensão dos chefes em relação à proposta de trabalho flexível, o ideal é que o profissional proponha que o modelo seja testado durante um período específico de tempo, antes de ser implementado. Nesse tempo, será possível comprovar a eficiência do modelo e até resolver questões que não foram pensadas inicialmente.
A consultora sugere que o período de experiência dure cerca de três meses.
Nesse prazo de experiência você pode iniciar proponto o trabalho por escalas, por exemplo:
1 x 4, 1 dia home office e 4 dias no escritório
2 x 3, 2 dias home office e 3 dias no escritório, 3 x 2, etc.

O que não fazer
Por fim, a especialista destaca que os profissionais não podem correr o risco de parecerem abusados quando fizerem a proposta de trabalho flexível. Assim, devem evitar argumentos pessoais – como os benefícios que o modelo trará para sua vida e de sua família –, precisam aceitar as sugestões de outras pessoas que sejam impactadas diretamente e não podem impor nada para a empresa.

Quanto mais você souber Home Office, mais fácil será negociar e argumentar a seu favor.
Leia outras postagens sobre o Home Office aqui do blog, e você vai conhecer detalhes sobre o ambiente de trabalho, os inimigos do home office, os números e tendência do home office no Brasil e no mundo, e muito mais.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário