06:00:00
0
No início do Ano quando São Paulo tanto sofria com as chuvas torrenciais eu havia publicado um texto semelhante a esse, e agora dado as manifestações, volto a publicá-lo.

Nessa semana não só aqui em São Paulo mas em todo o Brasil, passamos por uma situação bem semelhante onde os profissionais se viam praticamente impossibilitados de ir para o trabalho ou voltar para casa. 

Logo, o que todos nós profissionais nos questionamos é:
  • Por que sua empresa não tem um plano de contingência para essa situação? 
  • Por quê em situações assim não podemos trabalhar a distância? 
  • Há algum plano plano de comunicação que te mantenha atualizado e por sua vez te faça sentir seguro? 
  • Tem algum tipo de plano de banco de horas que possa ser gerenciado nesses casos?

Não há coisa pior do que ir dormir, sem saber sob quais condições irei trabalhar no dia seguinte. Ou iniciar um dia de trabalho e não saber sob quais condições irei voltar pra casa.


Os protestos aqui no Brasil sempre afetam o trânsito, e toda infraestrutura de uma cidade requer atenção especial durante um certo período de tempo. As empresas não podem parar, os profissionais precisam manter seus empregos, porém como fazer essa equação dar certo?

O trabalho a distância (Home Office) pode ser a saída!

Em dias de chuva fraca, chuva forte ou manifestações, os profissionais perdem praticamente a metade do dia no trânsito.

Então por quê não ter um plano de trabalho a distância para essas ocasiões? Ou quem sabe no mínimo uma maior flexibilidade de horário.

Eu particularmente acho que as gestões das empresas deveriam tentar implementar esse tipo de trabalho inicialmente como um benefício alcançado por bons resultados a cada profissional, e no começo oferecer a todos seus profissionais conteúdo instrutivo sobre como obter o máximo de resultados trabalhando dessa maneira, como por exemplo como criar um ambiente produtivo, como usar ferramentas de telecomunicação, promover  feedbacks mais constantes para medir os resultados desses profissionais, e etc.

Nos EUA, teve a Sandy, o Ivan, e muitas outras catástrofes, talvez 1 vez ao ano ou menos. No Brasil dado nossa logística precária, qualquer manifestação, chuva seja forte ou fraca se torna um “fenômeno natural”, e essas chuvas estão presentes 12 vezes por ano ou mais, especialmente nos meses de Dezembro a Março.

Que tal essa ideia?

Compartilha aí!

Leia mais postagens sobre: 

Home Office

Mundo Corporativo


Fontes:

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário