06:00:00
2


Recentemente a Apple divulgou seus recentes resultados, e o mundo inteiro viu que US$ 2,1 bilhões no primeiro trimestre de 2013.
Já há quem diga, que isso é o reflexo da falta que um Steve Jobs faz na empresa, e que a única maneira da empresa voltar a crescer na medida que vinha crescendo, é o lançamento de novos produtos, e que se for um novo iPhone, que seja algo realmente surpreendente, e não apenas um smartphone maior. Está presente em todas as classes(A,B e C), diferentemente ao produto Apple que só atende uma (Classe A) e/ou uma pequena parte da Classe B.
Pra todo lado, só se escuta Android... nas ruas, no escritórios, nas universidades, nas escolas... de todos os lados, tem os caros, os baratos, os bonitos e o feios, mas é sempre ele, o Android.
Esse mercado de telefonia móvel, é muito feroz. Já vimos essa novela, vamos rever.
Primeiro tinhamos a Nokia, logo a Motorola, e então os Palm, e logo o BlackBerry, daí a Apple, e então Android.
Nessa linha do tempo aqui, a próxima vítima é a Apple.
Talvez o título seja até exagerado, ao sugerir o “fim da Apple”, ainda mais para uma empresa que tem a história que tem, mas na história dela havia um cara, e agora não tem mais.




Fontes:
http://www.statista.com/topics/847/apple/chart/1054/apples-stock-performance-since-december-2011/

2 comentários:

  1. Parece um ciclo neh... Logo vem o S.O do Firefox e o S.O do Linux para smartphones. E se esses S.Os estiverem em smartphones poderosos com preços menores do que os praticados em Smartphones com Android, daí a coisa vai complicar pra Google.

    ResponderExcluir
  2. Deus te ouça Robsão!!! Quanto mais concorrência entre os grandes, quem ganha é quem mais precisa, eu, você, nós os consumidores!!!

    Ganhamos no preço, na qualidade, e na diversidade... pq usar sempre a mesma coisa é chato d+!

    kkkk

    forte abraço!

    ResponderExcluir