07:00:00
0


Cerca de 85% dos Norte Americanos adultos têm um telefone celular. De acordo com uma pesquisa feita, eles apontam que seus dispositivos tem uma função central em suas vidas, e teriam problemas em viver sem eles. Eles apontam o celular como uma ferramenta essencial para seu dia a dia.
Desdes donos de celular:
  • 67% checam frequentemente seus aparelhos, mesmo quando eles não emitem nenhum tipo de alerta, destes 18% fazem isso frequentemente;
  • 44% dormem com seus celulares próximo a cama, para ter certeza de responder imediatamente qualquer tipo de chamada, seja voz, texto ou outras atualizações;
  • 28% descrevem seus celulares como “algo impossível de viver sem”;

Apesar dessa relação intensa com seus dispositivos, eles não reclamam e nem recebem reclamações de seus amigos sobre o tempo que passam com seus celulares.
  • 11% sim se preocupa com o tempo gasto
  • 12% afirma ter recebido reclamações de amigos ou familiares

Por outro lado, uma parcela maior desse público, reclama que seus amigos demoram muito para responder seus contatos.
  • 39% já reclamou com seus amigos sobre a demora deles;
  • 33% já reclamou porque seus amigos não verificam por novas atualizações;


A pesquisa tratou basicamente sobre a relação das pessoas com seus celulares, eu particularmente diria que esse “vício” é dado pelos serviços que hoje em dia os celulares oferecem, especialmente as redes sociais. Se somado às redes sociais, os serviços que hoje em dia as empresas levaram para os celulares de seus funcionarios(email, CRM, ERP), essa relação  de dependência fica ainda maior.
Ainda que esses números sejam sobre o público norte americano, seguramente essa será uma realidade brasileira em pouco tempo. Quanto melhor ficar a qualidade de nossa conexão com a internet, e os preços de aparelhos e serviços; mais cedo chegaremos a essa situação.

E você brasileiro, já está assim também? Tem amigos que agem dessa maneira? A empresa em que você trabalha já usa os celulares dentro de sua estratégia?

Leia mais postagens sobre: 

Pesquisas e Resultados

Mundo Corporativo

Redes Sociais

Segurança da Informação




Fontes:
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário