07:00:00
0

Conheça detalhes técnicos encontrados no processo eleitoral Brasileiro, que desde o inicio serve de modelo para o mundo.


  • Tudo envolvido é 100% Brasileiro, Produção, Software e Hardware;
  • Em 2012 foram 135,8 milhões de eleitores;
  • Aproximadamente 500 mil urnas eletrônicas utilizadas em 2012;
  • Em 2012, mais de 1 milhão de eleitores puderam usar o leitor biométrico(dispositivo que faz a leitura da impressão digital do eleitor e que substituirá a necessidade de apresentar o documento);
  • Depois de construídas em MG, as urnas eletrônica são enviadas para todo Brasil e devido a difícil logística e estradas mal conservadas, elas recebem testes até de quedas onde um técnico deixa a urna cair no chão de uma altura de 1 metro;
  • 30MB é o tamanho médio do arquivo de uma única urna eletrônica;
  • 4bytes é o tamanho de 1 voto, em 2012 cada eleitor vai gastar 8bytes pois só precisa votar em 1 vereador e 1 prefeito;
  • 512MB é a capacidade total do armazenamento da urna que equivale a 17horas de votação(cada voto dura cerca de 40 segundos);
  • A cada nova eleição o programa da urna ganha uma versão nova;
  • O TSE garante que não é possível violar o segredo das urnas, e nem saber em qual candidato os eleitores votaram, e nem a ordem.(por curiosidade, após os dois primeiros votos de cada urna, os mesários tem que verificar se os votos estão sendo devidamente armazenados verificando uma impressão feita naquele momento).
  • As urnas não são conectadas a linhas telefônicas e nem redes, para não correr o risco de serem hackeadas;.
  • Por medidas de segurança, há urnas reservas nas escolas por si acaso alguma apresentar problemas, e se não houver urnas suficiente, o velho método manual de votação no papel entra em ação;
  • Em 2011 o tribunal desafiou hackers a quebrarem o esquema de segurança, e mesmo após uma semana nenhum hacker teve sucesso. Logicamente isso mostra segurança contra ataques externos, ou seja, quem não está internamente dentro das instalações físicas dos servidores o ponto fraco desse sistema pode ser a engenharia social, pois os hackers deveriam ter acesso físico as urnas;
  • Também por medidas de segurança, quando a votação é finalizada, é impresso um demonstrativo(BU - Boletim de Urna) com os resultados obtidos na urna em questão por candidato e o total de votos, por se acaso a memória de resultados apresentar algum problema quando chegar ao destino da apuração, ou para uma segunda apuração de votos;
  • O votos dos candidatos locais(cartão de memória), são enviados para os TER(Tribunal Eleitoral Regional) locais para processamento;
  • Os votos para presidência, são enviados para super computadores no TSE(Tribunal Superior Eleitoral) que são capazes de processar até 300 mil votos por minuto;
  • O resultados da apuração, podem ser  também seguidos on-line direto pelo Portal da Justiça Eleitoral (http://www.tse.jus.br) por qualquer pessoa;

Alguns detalhes não técnicos

  • Em 2012, 2128 pessoas foram presas por crimes eleitorais, como voto de cabresto(quando a pessoa tira foto de seu voto) e boca de urna.
  • Quando o primeiro eleitor vota, ele não pode deixar a sala até que o segundo eleitor registre seu voto, pois nesse momento ocorre uma verificação que é a impressão de um papel que demonstra que os votos foram computados com sucesso;
  • a "zerésima" é uma impressão feita antes de que os votos sejam computados, para mostrar que nenhum voto foi previamente cadastrado na urna.
  • É pago R$ 22,00 para que os mesários façam sua refeição;
  • Para cada dia trabalhado, o mesário ganha 2 dias de descanso, então por exemplo, o mesário pode ganhar até 6 dias (2 pelo dia de curso (sábado), 2 pelo dia da votação do primeiros turno e 2 pelo dia da votação do segundo turno);
  • Para quem achou que o processo eleitoral era 100% automatizado se enganou, no final de tudo, os mesários precisam contar e assinalar o caderno para registrar quem não compareceu para votar.
#atualizado 01
o leitor do Blog (Samanta dos Anjos) é mesária e me deu um feedback de que o blog se equivocou quando falou da zerésima... agora já está correto
Muito obrigado Sal.

Fotos da Urna 2012

Urna eletrônica vista de frente

Parte de traz da urna eletrônica

Aparelho utilizado pelos mesários. Hoje em dia, após o eleitor apresentar seus documentos o mesário registro sua presença nesse teclado e só então o voto é liberado. O ponto superior destacado é o leitor biométrico, que quando usado não vai requerer nenhum interação adicional do mesário. O leitor não precisará apresentar nenhum documento, basta se autenticar com sua impressão digital. 

Fontes:

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário