07:00:00
0


Razões pelas quais as pessoas mais procuram trabalhar Home Office
  • 48%, porque precisam terminar o trabalho
  • 44%, porque há menos distrações
  • 35%, porque são mais produtivos em casa
  • 35%, porque há melhor qualidade de vida
São esses pontos realmente interessantes revelados por essa pesquisa.
Nos dias atuais, somos cada vez mais exigidos, e as 8 horas normais de trabalho já deixaram de ser suficientes para cumprir nossas tarefas do dia.
Ao estar trabalhando Home Office, você ganha no mínimo 2 horas a mais, por não perder tempo no trânsito, mas tem que se ter cuidado com esse "suposto" horário adicional, por duas questões básicas. A primeira é que essa sua necessidade de mais horas pode ser por incapacidade sua, e a segunda questão é que hoje em dia, um colaborador Home Office, tem os mesmos direitos de um trabalhador não Home Office, ou seja, tem direito a compensação de horas extras, sejam pagas ou com descanso.
Quanto a Distrações, há que se tomar um cuidado muito importante, pois o Home Officer pode estar fugindo das distrações do trabalho, e caindo nas distrações do lar (esse tópico será abordado nas próximas edições).
Produtividade, tem um certo relacionamento com as horas disponíveis do trabalho e a distração. Dessa equação podemos sacar resultados incríveis, Novamente outro ponto delicado de acordo a CLT, mas que afeta muito a produtividade, que é a questão da qualidade de vida encontrada, por exemplo, você pode acordar numa madrugada sem sono e super inspirado. (Isso acontece comigo muito frequentemente, rs.)
Qualidade de vida,  ponto fundamental e na minha opinião principal que motiva as pessoas a procurar o Home Office, ainda que as estatísticas acima mostram o contrário =).
Talvez para mim, seja a principal, pois São Paulo é uma cidade caótica!

Para ver outras postagens sobre Home Office no nosso blog, clique aqui, ou utilize a função de palavras chaves localizada no menu da lateral direita, ou confira as próximas postagens.

Fontes:
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário